A anta pelo mundo

Essa fotografia deu um trabalho enorme.  Mergulhos diários na água fria. Horas  e horas de pura paciência aguardando a passagem da anta pelo fundo de um dos afluentes cristalinos do Rio da Prata, em Jardim, MS. Depois de 10 dias de tentativas frustradas, ela finalmente passou diante da minha lente. Foi exatamente como eu tinha imaginado, só que mais rápido. Quase não consegui reagir a tempo. Fiz cinco fotografias. Essa é a segunda da série. A imagem foi publicada inicialmente  pela National Geographic e agora está na edição de setembro da BBC wildlife (foto acima). Em breve deve aparecer em outros espaços interessantes da fotografia e conservação . Para ver a foto em tela cheia, basta visitar a galeria “jardins submersos”, em “galerias”, aqui mesmo no site: 

 

Inscreva-se para newsletter

Postagens Recentes

Outras postagens

Cursos e workshops

O equipamento ideal

Qual o equipamento fotográfico ideal? Essa é uma pergunta recorrente por aqui. E, concordo com os leitores, acho

Comentários

Deixe um comentário