Com um metro e meio de comprimento, os muriquis lembram os grandes símios africanos, e há quem os chame de gorilas do Brasil. O porte impressiona, mas estão nas relações sociais as maiores peculiaridades desses macacos, conforme constatou a Dra Karen Strier, ao longo de mais de vinte anos de pesquisas. O que mais surpreendeu a pesquisadora foi a total ausência de agressividade e dominância entre indivíduos de um mesmo grupo, traços comuns a quase todas os outros macacos sociais, como os chimpanzés, os gorilas e os orangotangos. Entre os muriquis, machos e fêmeas adultos tem o mesmo tamanho e se respeitam mutuamente. Eles raramente brigam ou apresentam comportamento agressivo. Além disso, as demonstrações de afeto entre indivíduos de qualquer sexo ou idade são atividades corriqueiras.

Outras Galerias